mtur

MTur vai financiar projetos de infraestrutura a fundo perdido

Turismo recebe propostas de projetos no valor mínimo de R$ 100 mil. O investimento do MTur não terá contrapartida financeira.

Imagem_sinalizaxo

PLACA

O Ministério do Turismo abre na próxima segunda-feira (12) o Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse do Governo Federal (Siconv) para inscrições de propostas de projetos de infraestrutura no valor mínimo de R$ 100 mil, num total previsto para investimento de R$ 6 milhões. O ministro do Turismo, Gastão Vieira, e os prefeitos assinaram o pacto de sinalização das cidades históricas, nesta quinta-feira (8), em Brasília. O documento formaliza o repasse de R$ 19 milhões para a implantação de placas e equipamentos que facilitam a localização de visitantes em 34 destinos históricos de 17 estados de todas as regiões brasileiras.

O anúncio da abertura do Siconv foi feito pelo secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fábio Mota, que também participou da reunião com representantes dos 34 municípios contemplados pelo PAC do Turismo. De acordo com Fábio Mota, por falta de elaboração de projetos e atraso na apresentação dos documentos, municípios de todo o país deixaram de receber R$ 180 milhões do MTur, referentes a obras empenhadas em 2011.

Para o ministro Gastão Vieira, a sinalização turística tem por objetivo incentivar o turista brasileiro a viajar pelo Brasil, uma das premissas do Plano Nacional de Turismo (2013-2016). A proposta é inserir as cidades históricas nos roteiros turísticos nacionais e internacionais, gerando empregos, melhorando as condições de vida dos moradores e aumentando a arrecadação de impostos. “A sinalização garante segurança e conforto aos turistas. É importante estar com essa sinalização pronta antes da Copa do Mundo”, disse o ministro.

Elemento fundamental para motoristas e pedestres, especialmente aos que não conhecem a região que visitam, a sinalização deve informar sobre a distância, o percurso e existência de atrativos turísticos. “Já existe um modelo de placa, que segue padrões e recomendações internacionais”, afirma o diretor de Infraestrutura Turística do MTur, Neusvaldo Lima. Além das placas físicas, é possível fazer projetos de sinalização com totens iluminados, usando telas sensíveis ao toque, e promover a interação com celulares por meio de transmissão de dados digitais (QR Code, Bluetooth e Wi-Fi). Para mais informações sobre as placas, clique aqui.

Distribuição dos recursos

Na divisão dos recursos para sinalização turística, a região Nordeste receberá R$ 7,3 milhões para investimento em 13 cidades históricas. Na lista de beneficiários, estão destinos que recebem grandes fluxos de turistas como Fernando de Noronha (PE), Itaparica (BA), Penedo (AL), São Luis (MA), Parnaíba (PI), Aracati (CE), João Pessoa (PB) e São Cristóvão (SE).

“Estávamos no aguardo desses recursos. Estamos preparando a cidade para receber grandes eventos culturais e esportivos. Ano que vem vamos receber uma grande parcela de turistas durante a Copa do Mundo que terá uma sinalização bilíngue e com padrão internacional”, disse o prefeito de João Pessoa, na Paríba, Luciano Cartaxo.

No Sudeste, os estados de  Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro receberam um total R$ 5,5 milhões. A sinalização turística será implantada nas principais cidades históricas mineiras, como Congonhas, Diamantina, Mariana, Ouro Preto, Sabará e São João Del Rei. Importante destino turístico de São Paulo, São Luiz do Paraitinga, bastante afetada com as enchentes de 2010, também foi contemplada no pacote do MTur.

São Miguel das Missões (RS), com suas ruínas tombadas pela Unesco como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, está no rol das cidades do sul do país que recebeu recursos para sinalização turística. A região terá um total de R$ 3,15 milhões para intervenções também em Pelotas e Jaguarão (RS); em Florianópolis e Laguna (SC) e Antonina (PR).

Fonte: http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20130808-2.html

Se gostou, compartilhe!
Compartilhar
PDF24    Enviar artigo em PDF